Tecnologia é fundamental para o desenvolvimento


Bota pra fazerHoje começa a Semana Global do Empreendedorismo. É importante mobilizar as pessoas para refletir sobre o ato e as condições de empreender, o empreendedorismo está relacionado ao desenvolvimento dos países, da humanidade.

Tanto para empreender quanto para promover o desenvolvimento de uma comunidade ou país é necessário empregar a tecnologia. A revista Microsoft Business* entrevistou Soumitra Dutta(1) que entende que a união de vontade política, educação e visão estratégica em relação às Tecnologias de informação e Comunicação (TIC) explica o desenvolvimento de alguns países(1).

Portanto, o incentivo do Governo para a Tecnologia é decisivo para a evolução da sua população, mas somente esse incentivo não é suficiente:

Entretanto, é importante ressaltar que a tecnologia não funciona sozinha, tem que ser combinada com a liderança correta no governo, parcerias público-privadas, ambiente de negócios favorável, além de uma sociedade com acesso à educação (1).

Mais do que acesso à educação, precisamos de qualidade na educação. Na última década a quantidade de crianças que não freqüentam escolas foi drásticamente reduzido, infelizmente a quantidade de escolas e professores não cresceu na mesma proporção.

Escolas superlotadas, professores desmotivados, falta de equipamentos de ensino e reciclagem do conhecimento criam estudantes que são formados apenas no papel. Para a burocracia estão formados, na prática são analfabetos funcionais. Essa burocracia burra prejudica o crescimento do Brasil.

É verdade que a rede de telecom no Brasil progrediu muito nos últimos anos, mas não foi o suficiente. O país, sofre de altos níveis de burocracia administrativa, o que atrasa o desenvolvimento de modelos de negócios inovadores gerados pela TIC. É preciso combinar a alta qualidade da infraestrutura com fatores sociais, de negócios e regulatórios para vermos o impacto no desenvolvimento das nações (1).

Acredito na Internet para reduzir a burocracia e dar agilidade ao Governo. Acredito ainda mais na comunidade on-line para distribuir o conhecimento, oferecer oportunidades. Precisamos permitir que as pessoas tenham acesso à Internet que educa.

Nos telecentros e outras iniciativas de inclusão social é comum ver a utilização de redes sociais, jogos e pornografia. É preciso criar formas de incentivar a utilização para fins educacionais.

(*) Protesto

As revistas precisam permitir o acesso on-line ao seu conteúdo, especialmente edições anteriores. A Microsoft Business, distribuída gratuítamente, não tem motivo para impedir o acesso on-line ao seu conteúdo. No site da revista está disponível somente o índice de cada edição.

Saiba +

  1. Soumitra Dutta é professor de Negócios e Tecnologia da Insead (França) e membro do Fórum Econômico Mundial. Aliada do desenvolvimento. Revista Microsoft Business nº 48, pág. 12.